Interesse Público

quarta-feira, maio 10, 2006

Afinal ainda existem cágados...


Aquilo que vos conto aqui é apenas a constatação de alguns factos relativos à nossa Administração Público, nomeadamente, ao serviço de Registo Civil de uma determinada localidade. Durante as duas horas de contacto directo e presencial vi coisas que pensei que já estivessem erradicadas do nosso país à uns bons anos!
Comecemos pelo inicio. Fui ao Registo Civil para dar inicio ao processo de casamento. Apresentamos a documentação necessária, e havia um erro com a minha certidão de nascimento, que teve de ser mandada vir por fax da conservatória onde fui registado. Até aqui tudo bem. A senhora que nos atendeu, enviou o fax a requerer tal documento e disse-nos com um ar simpáctico "ide tomar um cafezinho enquanto o fax não chega". Passados cerca de 20 minutos voltamos ao dito serviço e o fax ainda não tinha chegado. Esperamos cerca de 40 minutos. Passado mais ou menos esse tempo a senhora disse: "se calhar é melhor ligar para a conservatória para saber se demora muito". Ligou e nada. Entretanto, começou a preencher a papelada necessária, algo que poderia ter feito logo quando chegamos. Depois de alguns enganos e uma lentidão que só fazia lembrar África, a senhora terminou de "bater" o texto e voltou a ligar....e nada.... Enquanto estava a confirmar o que tinha escrito, e ao ler o nome da minha companheira, a senhora reconheceu-a! Nesse momento a sua reacção mudou 100%!! Voltou a ligar para a Consevatória (onde finalmente atenderam), preencheu rapidamente o que faltava, e finalmente soltou um sorriso!!!
Assinamos o que tinhamos que assinar, pagamos o que tinhamos a pagar e finalmente a senhora iluminou-se!!!!! (afinal DEUS existe)!!! Disse que podiamos ir que o fax estava a chegar e que ela daria depois seguimento ao processo!!!Não sei se repararam, mas o que se resolveu em duas horas, podia-se ter resolvido em 30 minutos!!!!!

Enquanto estivemos à espera no Registo Civil, várias pessoas se dirigiram aquele balcão, principalmente para irem buscar o seu BI. Em primeiro lugar, o balcão está munido de sistema de senhas mas não tem um contador, funcionando a popular ordem do "SEGUINTE!!!". Em segundo lugar, o cidadão chega e fica a ver os funcionário do outro lado do balcão a ter conversas banais sem que ninguém lhe pergunte o que deseja. Quando se dignam a dizer qualquer coisa é assim "O que é que quer??". E enquanto o cidadão está a explicar, o funcionário está a fazer outra coisa qualquer, não prestando atenção e virando as costas ao cidadão... Já para não falar que durante o horário de expediente, o Sr. da Reader&Digest chegou-se ao balcão, e todas as funcionárias o cumprimentaram com um sorriso e pelo nome, prontamente chamaram a Conservadora, que rapidamente se dirigiu ao balcão para escolher um conjunto de artigos.....

Depois do que vi, não poderei ficar indiferente! Não fui mal atendido, nem nunca me faltaram ao respeito. Apenas me posso queixar da morosidade extrema do serviço que me foi prestado, sendo que tive de pagar por ele. Mas vi coisas que justificavam uma queixa no livro de reclamações!!!!
Não hesitem!!!! Reclamem!!! Escrevam no livro de reclamações!! E quando o fizerem não se esqueçam que têm direito a uma cópia, e que por lei, a instituição é obrigada a responder!!!

2 Comments:

  • ... apenas para te dizer que, de facto, já tinha notado nessa realidade tão irritante faz alguns anos... casei-me faz 5 anos!

    Quanto aos outros artigos de opinião... partilho das tuas ideias!

    Cumprimentos
    Luis

    By Anonymous Anónimo, at sexta-feira, junho 09, 2006 7:39:00 da tarde  

  • Obrigado por partilhares a tua opinião.
    As pessoas passam pelas situações mais incriveis.Muitas vezes até contam a um outro amigo, mas como depois ninguém acredita, poque há coisas que "só visto", esquecem a crítica e a possibilidade de reclamação.....
    Temos de falar e expor as situações que não estão correctas!
    Vai comentando!
    Até já!

    By Blogger Matias, at segunda-feira, junho 12, 2006 11:59:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home